Subúrbio Ferroviário

A conformação do Subúrbio Ferroviário remete à implantação da ferrovia no século XIX. O Trem, a Av. Suburbana e a Baía de Todos os Santos são atualmente importantes elementos de articulação desse território e dos seus bairros e destes com a cidade. 

A expansão carrocêntrica da cidade de Salvador no século XX fez as elites preterirem o Subúrbio em favor de outras localizações. A esse movimento acompanhou-se uma produção urbana, espacialmente seletiva e desigual, efetuada sob distintas gestões municipais e estaduais,  e que segue se atualizando, concentrando investimentos no Centro, Iguatemi/Paralela e Orla Atlântica em detrimento do Subúrbio.

Mais recentemente, o Subúrbio Ferroviário tem sido alvo de diversas intervenções coordenadas pela Prefeitura e Governo do Estado, uma delas é a intervenção do Monotrilho, projetando graves impactos sociais, econômicos e urbano ambientais que afetam a sua população.

O Subúrbio Ferroviário compreende cerca de 20 bairros, majoritariamente auto construídos sendo um território complexo, heterogêneo e criativo, onde tem lugar uma incessante produção comunitária de infraestruturas, bens, serviços, valores, sociabilidades, imaginários, através de ações individuais e coletivas.

SE LIGUE!

EM BREVE, O MAPA DO SUBÚRBIO FERROVIÁRIO TAMBÉM ESTARÁ DISPONÍVEL.

Luisa Caria, 2020

Luisa Caria, 2020

Realização |
Lugar Comum (PPGAU FAUFBa) 
Coletivo TRAMA
Apoio financeiro |
Ministério Público do Estado da Bahia
Programa de Compensação Ambiental Urbana Cidade Popular da Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo

© 2020 TRAMA

  • Branca Ícone Instagram
  • White Facebook Icon